Modelador de Dados do Oracle BICS

Share Button

A Oracle vem trazendo grandes propostas para suas soluções em suas plataformas Cloud e uma delas é o Oracle BICS no qual descrevo em meu artigo Oracle BI Cloud Service – BICS cada um dos componentes de sua arquitetura, conforme ilustrei na imagem a seguir:

Neste artigo trago funções e exemplos sobre o Modelador de Dados ou Modeler que representa um papel importante no BICS. Fazendo uma pequena analogia entre o BICS e o OBIEE, a função do Modeler se assemelha à do client que conhecemos como Administrator Tool, responsável pela modelagem da camada semântica do Data Warehouse, dentre outras configurações que veremos a seguir.

Reconhecendo a Interface e funções do Modeler:

Dentro do conceito de Business Intelligence, um Modelo de Dados é uma estruturação lógica de dados que representa a estrutura do negócio em análise. É através de um modelo de dados que podemos analisar, criar consultas e relatórios com objetivos de responder perguntas relevante ao negócio. Para criar um modelo de negócios é importante compreender conceitos de Data Warehouse, modelagem Star Schema, como também termos específicos como Fato, Dimensões, Hierarquias e Surrogates Keys.

1 – Modeler é acessado via interface Cloud do BICS, sua função é permitir a construção do modelo de dados no Oracle BICS a partir de fontes distintas de dados (Banco de Dados Cloud, planilhas de Excel ou arquivos no formato CSV).

2 – Área de Assunto: assim como no OBIEE é onde ficam armazenada todas as tabelas com suas respectivas configurações e regras de negócios que compõe o seu modelo de dados.
3 – Database: é onde se encontram todos os objetos (Tabelas e Views) disponíveis em sua base de dados Cloud. Essa base de dados pode ser administrada via interface Oracle Apex também disponibilizada junto à plataforma do BICS.
4 – Facts Tables: esta área lista todas as tabelas existentes em seu modelo de dados que possuem uma característica de tabela fato, ou seja, possuem os registros de eventos com suas métricas respectivas agregações.
5 – Dimension Tables: neste espaço são listadas as tabelas do seu modelo que possuem um perfil de dimensões, como atributos e hierarquias.
6 – Joins: aqui estão listados todas as ligações entre as tabelas fatos e dimensões. Este conceito de Joins se assemelha aos que realizamos no Administrator Tool do OBIEE, a diferença para quem desenvolve, é que na plataforma on premisse temos dois tipos de mapeamento de Joins que eram representados graficamente, os Joins físicos e lógicos e no Modeler temos apenas uma única representação dos Joins exibidos não mais em forma de diagrama mas em formato de lista forme ilustrado no item 6 da imagem acima.
7 – Data Model: é a lista de todas as tabelas, colunas e hierarquias disponíveis do seu modelo de negócios. É a partir deste conteúdo que serão criados os relatórios e novas consultas no BICS.
8 – Variables: nesta lista contém uma série de configurações que você pode aplicar como filtro de dados e expressões em colunas.
9 – Roles: lista as permissões de acesso que você pode aplicar aos objetos dentro do seu modelo.
10 – Lock to Edit: é a opção que habita a edição do modelo de dados, pois nenhuma configuração pode ser feita se o seu modelo de dados não for bloqueado ou se ele já estiver sendo editado por outro usuário no BICS. Isso garante a integridade do modelo.

Trabalhando com o Modeler no BICS:

O processo de criação ou implementação de um modelo de dados através do Modeler é bastante intuitivo. Os processos básicos que são necessários são:

Adicionar Tabelas: Primeiramente, bloqueie seu modelo para poder editá-lo no menu superior esquedo “Lock to Edit”. Selecione a tabela que deseja adicionar ao modelo, se necessário utilize o campo de pesquisa para encontrá-la. Neste case irei implementar um modelo de dados já existente com minhas novas tabelas. Ao selecionar a tabela, escolha a opção “Add To Model”.

Em seguida você deve escolher a opção de acordo com a característica da tabela, no meu caso é uma tabela de fatos:

Observe que a tabela aparecerá juntamente com as demais tabelas fatos já existentes no modelo:

Agora iremos fazer o mesmo processo para adicionar uma tabela de dimensões, no caso a DM_TEMPO:

Escolha a opção “Add as Dimension Table” e observe que a tabela será listada na área de Dimensões.

Realize este procedimento para todas as tabelas que deseja inserir em seu modelo de negócios lembrando que sempre deve especificar entre tabelas de Fatos ou Dimensões.

Criar Joins: No lado direito superior ao campo de listagem de Joins, clique no menu “Create Join” em seguida navegue pelos campos selecionando as tabelas fatos e suas respectivas chaves. Para concluir o Join clique no botão verde conforme o item 4 da imagem a seguir:


Definir Agregações: Esta etapa consiste em definir as colunas de métricas do seu modelo de negócios e também qual é a forma de agregação das métricas, por exemplo soma, média, contagem, dentre outras fórmulas aritméticas. Lembrando que essas configurações são aplicadas somente nas tabelas da área “Fact Table”, para isso selecione a fato que deseja definir as métricas e escolha a opção “Inspect”:

Você será direcionado para uma área de edição da tabela, onde além de definir as métricas e suas regras de agregação, a ferramenta também permite renomear colunas, criar filtros de dados, definir permissões ou inserir sintaxes para trabalhar os valores das colunas e etc.

Configurar Hierarquias: As hierarquias são camadas lógicas de agrupamento de dados que se relacionam com as métricas de uma tabela fato. Através dessa configuração é possível visualizar por exemplo, o total de vendas realizados no ano e ao clicar sob a coluna de ano, você consegue detalhar a quantidade por semestre, trimestre, mês e assim sucessivamente. Um outro evento semelhante seria visualizar as vendas realizadas por País, Estado, Cidade e etc. Esse tipo de navegação é conhecido como “Drill Down” e pode ser configurado somente nas tabelas de Dimensões.
No Modeler, selecione a tabela que deseja configurar, e clique em “Inspect”, navegue até a aba “Hierarquias” conforme demonstra a ilustração:

Publicar o Modelo: Após realizar todos os Joins, definir as métricas e configurar as hierarquias, você já pode publicar o seu modelo no botão “Publish Model” para que seus dados sejam disponibilizados no BICS para criação de novas análises, relatórios e projetos no Visual Analyzer.

Fontes de Pesquisas:

Oracle Docs: https://docs.oracle.com/cloud/latest/reportingcs_use/BILPD/GUID-D53FEF32-BEE5-4612-9041-430D09294E65.htm#BILUG317

Carina Mendes.